Hoje, dia 4 de março de 2016, o Brasil inaugura a primeira usina solar flutuante do mundo, no reservatório da Eletronorte de Balbina, no Amazonas. A Sunlution, cliente da Retoque Comunicação, em parceria com a Weg, é responsável pela instalação de 5 megawatts para geração fotovoltaica sobre flutuadores.

Os desafios não foram poucos. Todas as ações de comunicação e relacionamento com a imprensa local e nacional foram planejadas e coordenadas pela equipe da Retoque Comunicação. Thiago Nassa, sócio da agência, está em Balbina acompanhando a imprensa convidada, o ministro Eduardo Braga, autoridades, empresários e especialistas do setor.

A construção da usina tem um período total de 36 meses e está dividida em duas etapas, com a instalação de 1 MW ainda em 2016 e os 4 MW restantes, instalados nos últimos 12 meses. O contrato foi assinado pela Sunlution no dia 15 de dezembro de 2015 durante lançamento do Programa de Desenvolvimento da Geração Distribuída de energia Elétrica (ProGD) do Ministério das Minas e Energia (MME).

Para participar do projeto, a Sunlution se uniu a Ciel et Terre International, fabricante francesa dos flutuadores solares, e criou a joint venture Ciel et Terre Brasil. A proposta, segundo o diretor da Sunlution, Orestes Gonçalves, é participar dos leilões anunciados de geração solar.

“A ideia é aproveitar a infraestrutura existentes nas instalações hidrelétricas para produzir energia com geração solar” ressalta Orestes Gonçalves, presidente da Sunlution. “Como a estrutura está toda pronta, não há necessidade de se investir em transmissão ou em subestação, como acontece em muitos projetos eólicos, por exemplo”, conclui.

Card1_marco_Retoque

#ConstruindoPrestígio20Anos