Fundado em 1990, o Shopping Jardim Sul foi um dos pioneiros na região paulista do Morumbi. Com o desafio de oferecer nessas duas décadas o que há de melhor a seus visitantes, marcas relevantes e consagradas reforçam o diferencial do Jardim Sul, que traz em seu elenco as marcas Le Lis Blanc, Cecilia Dale, Cori, Brooksfield, Saraiva, Havanna Café, Track & Field, Fillity, Havaianas e Topper.

O programa de relacionamento do shopping Jardim Sul já foi um dos pioneiros do Brasil. Bastava o consumidor se cadastrar na iniciativa Living para acumular pontos que valiam serviços gratuitos. Desde o lançamento, cinco mil clientes fizeram parte do programa.

Os pontos eram chamados de “greens” e eram obtidos quando se registravam as notas ficais das compras realizadas no shopping. A cada 4.000 “greens”, o cliente ganhava um cartão SELF, que lhe dava direito a seis estadias, de quatro horas, sem pagar estacionamento.

Se conseguisse acumular 8.000 “greens”, o período grátis concedido seria o mesmo, mas no estacionamento VIP. A Retoque desenvolveu a rede social Twitter para o shopping, numa iniciativa ligada à estratégia de estreitar o relacionamento como os moradores locais.

A agência iniciou o trabalho na rede de microblog com 29 seguidores. No período de três meses, houve um aumento expressivo de 858% no número de internautas que seguiam o @ShopJardimSul. Ações de comunicação na rede como a divulgação de eventos (Liquida- ção do Cabide), de roteiros de passeios para o “Dia dos Namorados”, produtos diferenciados para a “Copa do Mundo” e sorteio de ingressos para o cinema UCI contribuíram para o aumento do número de seguidores.

Outra iniciativa relevante foi a ampliação das marcas, empresas e instituições que o @ShopJardimSul passou a seguir. A equipe da Retoque selecionou “followings” de acordo com o perfil do Jardim Sul.Como Twitter e Facebook se transformaram em agentes de identificação com o público-alvo