O ex-CEO da GE acreditava que criar uma visão e atrair a equipe para tornar essa visão realidade era o caminho para o prestígio organizacional. Em uma frase, fazer com que as pessoas tenham paixão pelo que fazem. Parece utópico, mas um bom líder – um que mereça essa alcunha – deveria conseguir fazer isso. Se o gestor energiza e tem um espírito incentivador, conseguirá fazer com que sua equipe alcance resultados antes inimagináveis.